quinta-feira, janeiro 11, 2007

Secretária. Uma Profissão em Extinção?

Se você já pensou em algum momento que a resposta a esta pergunta é sim, sugiro que
reflita comigo.
Em uma reportagem publicada no jornal Folha de S. Paulo de 20.05.96 sobre o perfil das
profissões no futuro, afirma que "quem sonha com um emprego seguro e carreira sólida em
grande empresa é um candidato ao fracasso". Ora, considerando-se que tal tendência
independe da profissão exercida, pode-se concluir que em face:
*da globalização do mercado;
*da necessidade de se ter conhecimentos mais genéricos e não especializados em uma única
área;
*do preparo que passou a ser exigido para executar funções variadas e não apenas para uma
única atividade.


O perfil de todos os profissionais tem de ser adaptado à nova realidade e às novas
tendências, pois, senão, teríamos que reconhecer que muitas profissões estão em extinção.
É bem verdade que o mercado de trabalho mudou, que as empresas adotaram estruturas
mais "enxutas", que a informática tomou a rotina dos chefes e executivos, (isto é, os que
conseguiram conservar suas posições...) muito mais automatizadas e, por isso mesmo, mais
ágil, dispensando aquelas tradicionais tarefas da secretária de anotar na agenda, etc. Mas
isto não quer dizer que não reste mais nada a fazer: ao contrário. Consciente do seu novo
papel, a secretária deve e pode fazer muito mais por aqueles com quem atua. Vejamos
alguns exemplos:
se já não é preciso datilografar, mediante um rascunho feito a mão, já que o próprio chefe
pode digitar diretamente de seu equipamento o texto que deseja, a secretária pode dar
sugestões e executar um melhor acabamento final. Para isso terá que saber explorar os
recursos de informática disponíveis (software, efeitos, impressão, etc.);
se já não é preciso anotar os compromissos na agenda de papel, porque o chefe pode
controlar os próprios compromissos em sua agenda eletrônica, a secretária terá, ainda
assim, de manter suas anotações organizadas, de modo a fornecer as informações corretas
quando necessário. Poderá ainda explorar os recursos da agenda eletrônica, facilitando o
seu próprio trabalho (acionar o alarme 10 minutos antes daquela reunião, assinalar no
calendário geral o dia que o chefe já tenha marcado compromisso, manter telefones e
endereços atualizados, inserir dados de novos contatos efetuados pelo chefe, etc.);
se já não é preciso fazer a triagem das correspondências internas, porque todos os setores
estão interligados em rede e o chefe recebe todas as informações on-line, restam os demais
documentos internos e externos a serem recebidos, controlados e respondidos. Aliás, se a
empresa já tiver obtido a certificação pela ISO 9000, o controle de documentos é um dos
itens da norma para cuja organização a secretária mais pode contribuir.

Você está percebendo que o tipo de tarefa mudou, mas que a profissional secretária ainda
tem um grande espaço para desenvolver suas atividades?


O que é preciso, então, para responder com um sonoro NÃO ao título deste artigo?
Primeiramente, estar consciente de que houve mudanças significativa em todo o mercado
de trabalho. Você não pode resistir a elas, tem é que se adaptar a elas. Informe-se, leia,
converse, freqüente Eventos/Cursos, troque idéias.
Como segundo passo, vá a luta! Muna-se das ferramentas necessárias para desempenhar
seu novo papel. São vários os exemplos que se pode dar.
Muitos outros recursos podem ser explorados, sem contar as qualidades próprias das
mulheres (criatividade, versatilidade, sensibilidade, perspicácia, etc.). Saiba aproveitar e
colocar em destaque aqueles aspectos para os quais você tem mais talentos e procure,
também, desenvolver os outros para os quais você não se sente tão segura.

Você pode conhecer casos de colegas que já fizeram tudo isso e mesmo assim perderam
seus empregos. Claro que isso pode acontecer, pois se até os executivos estão perdendo!
Mas muitos deles, a partir da experiência que conquistaram ao longo de suas carreiras e da
versatilidade que aprenderam ter para driblar as dificuldades diárias nas empresas,
enxergam oportunidades novas e, como verdadeiros empreendedores, estão fazendo surgir
centenas de novos negócios no País. Não é simples, nem fácil, mas é possível. Por que não
tentarmos seguir um caminho semelhante, explorando nossas habilidades e conhecimentos?
E então? Não lhe parece que ainda há muito por fazer?


Se você tem alguma dúvida sobre o futuro de nossa profissão, ou se você costuma ouvir
comentários a respeito, espero que esta reflexão a ajude a responder para os outros e para si
mesma, com argumentos adequados e verdadeiros: a profissão de secretária não está em
extinção! A profissão de qualquer um estará em extinção se tal pessoa fechar os olhos às
alterações que, hoje mais do que nunca, acontecem constante e velozmente. Conseguirão
persistir como profissionais, em qualquer área, aqueles que estiverem atentos, que
aproveitarem as oportunidades de crescimento e que cuidarem de seu próprio futuro.


Fonte: Publicado na Revista Secretária Executiva
Cleomar Bressane Cruz Alves é Secretária na Fundação Centro Tecnológico para Informática- CTI, em
Campinas - SP.

4 comentários:

Daniela Frossard disse...

o Blog ainda está em construção. em breve, ele estará mais ilustrado e com links interessantes... só falta eu descobrir como fzr isso... mas já já eu consigo! rsrs

Ana Beatriz disse...

Oi Dani.. ideia super boa essa sua! Acho q vai ser super legaç p vc e pro curso! Se achar algo interessante, te passo tb! Vo visitar sempre!
Bjai

Bruno disse...

Pow Dani, muito bom! Parabéns pela iniciativa! Tomara que sirva de incentivo pra geral do curso. Bjos_**

Thais disse...

Meus parabens por esta pagina.
Sou professora de Secretariado Em Piracicaba/SP.

Acredito que devemos honrar esta profissão.
Continue assim.

Thais Porto
thais.gporto@terra.com.br